top of page

ENSINO

Portfólio (em inglês)
clip.png
Teaching Expanded

Acredito que a educação é a ferramenta mais importante que temos para tornar o mundo um lugar melhor. Portanto, dedico-me a ensinar em diferentes contextos, como na sala de aula, na orientação de alunos e no envolvimento em atividades de extensão. Acredito que o bom ensino ocorre quando 1) os alunos são incentivados a serem ativos em seu próprio processo de aprendizagem, 2) a diversidade é respeitada e celebrada e 3) os instrutores estão continuamente aprendendo.

Aprendizado ativo

A aprendizagem é mais eficaz quando nos envolvemos com o conteúdo, pensamos sobre ele criticamente e integramos diferentes evidências como informações significativas. A melhor maneira de fazer isso é por meio do aprendizado ativo. A aprendizagem ativa ocorre quando os alunos não apenas adquirem informações do instrutor, mas também quando produzem conhecimento ao realizar atividades. Eu promovo a aprendizagem ativa para meus alunos oferecendo diferentes avaliações formativas (ou seja, atividades para monitorar a aprendizagem dos alunos) e sumativas (ou seja, testes para avaliar a aprendizagem dos alunos), organizando discussões em sala de aula e convidando os alunos a resolverem problemas do mundo real em suas atividades.

 

Aprendizagem através da diversidade

Acredito que a idiossincrasia deve ser celebrada na sala de aula. Quando cada pessoa traz suas próprias experiências, visões de mundo, atitudes e habilidades para a equipe, o conhecimento se expande. É com a diversidade de pensamento que aprendemos a questionar nossas crenças, trabalhar nossos argumentos e desenvolver novas idéias. Estimulo a diversidade promovendo uma sala de aula inclusiva e acolhedora, na qual alunos de todas as origens (incluindo, mas não se limitando a, formação educacional, habilidade, idade, gênero, orientação sexual, raça, etnia, religião e nível socioeconômico) são respeitados e igualmente valorizados. Eu faço o meu melhor para envolver todos os alunos, incorporando diferentes perspectivas em meu ensino e adaptando meu material para atender a diversos alunos. Além de trabalhar na minha interação com os meus alunos, também promovo a aprendizagem através da diversidade, organizando atividades nas quais os alunos podem interagir e envolver-se na troca de experiências.

 

Aprendizado contínuo

Acredito que os melhores instrutores são aqueles que estão constantemente aprofundando seus conhecimentos sobre o conteúdo que ensinam e trabalhando para aprimorar suas próprias habilidades de ensino. Comprometo-me a aprender continuamente, mantendo meu conhecimento atualizado e praticando o ensino como pesquisa. O ensino como pesquisa é uma abordagem do ensino baseado em evidências. Nesse processo, além de ensinar tópicos específicos de acordo com métodos sustentados pela literatura, continuo testando meu próprio ensino. Eu faço isso avaliando quanto conhecimento meus alunos adquiriram após minha prática de ensino. Também conto com o feedback dos meus alunos para refletir e avaliar o meu ensino, buscando o aprimoramento pessoal.

Filosofia de

Ensino

portfolio_edited.jpg

Clique na imagem para acessar o meu portfólio de ensino!

Minha filosofia de mentoria está estruturada em cinco pilares principais: Comunicação, Autonomia, Respeito, Engajamento e Cuidado. Acredito que uma boa relação mentor-aluno é a chave para um ambiente de trabalho saudável e, consequentemente, para o sucesso na pesquisa. Como mentora, apoio uma relação horizontal (ou seja, caracterizada pela democracia, igualdade e reciprocidade) entre mim e meus alunos e alunas.

Filosofia de

Mentoria

Respeito à

Diversidade

Meu compromisso com a educação inclusiva e equitativa é baseado em minha experiência pessoal. Quando criança, estudei em uma escola altamente diversificada. Ter colegas com experiências e visões de mundo diferentes me mostrou o quanto podemos aprender e crescer quando a diversidade é celebrada. É importante ressaltar que a escola que frequentei era um centro educacional de referência para alunos surdos e cegos. Interagir com meus colegas com deficiência visual e auditiva me mostrou que a educação deve e pode ser mais inclusiva. Desde então, tenho interesse em promover ferramentas de educação mais equitativas, razão pela qual busquei formação em psicologia educacional e fiz pesquisas com crianças e adultos com dificuldades de aprendizagem, síndromes genéticas e baixo nível socioeconômico.
bottom of page